Para aproveitar o licuri

28 de agosto de 2014 -
O trabalho na cooperativa: licuri como matéria-prima de doces e bebidas

O trabalho na cooperativa: licuri como matéria-prima de doces e bebidas

Uma vertente de um projeto que busca transformar a vida de comunidades rurais da Bahia começa a exibir resultados. No âmbito do projeto Tecsol, que é patrocinado pela Financiadora de Estudos e Projetos (Finep) e executado pela Secretaria de Ciência e Tecnologia da Bahia (Secti), a comunidade de Caldeirão Grande, no semiárido, ganhou mais estímulo para produzir renda com o licuri, palmeira nativa da caatinga cujos frutos são comestíveis e as sementes, fonte de óleo vegetal. Na Cooperativa dos Produtores e Beneficiadores do Licuri de Caldeirão Grande (Cooperlic), foram adquiridos equipamentos para o aproveitamento total do licuri. Ali, 36 famílias cooperadas produzem artesanato e alimentos. Com a palha é possível produzir esteiras, vassouras, peneiras, bolsas e chapéus. A amêndoa do licuri é ingrediente de doce, barra de cereal, paçoca, licor e leite de licuri. Há pesquisas para o uso do licuri em cosméticos, óleos e na alimentação animal.

Deixe uma resposta