Medalhas na Olimpíada

29 de outubro de 2014 -

oiab1

Crédito da foto: Revista Galileu

 

O Brasil conquistou uma medalha de ouro, duas de prata e uma de bronze na Olimpíada Ibero-Americana de Biologia (Oiab 2014), realizada entre 7 e 13 de setembro no México. Foi o melhor resultado da delegação do país na história da competição. A estudante Leticia Pereira de Souza, do Ceará, ficou com a medalha de ouro. Gabriel Guedes, de São Paulo, e Ana Luiza Smith Roche, aluna do Colégio Militar, de Salvador, conquistaram a de prata; e Mario Anderson, também do Ceará, ficou com a de bronze. De acordo com a Agência FAPESP, a equipe participou de um treinamento intensivo com professores das universidades do Estado do Rio de Janeiro (Uerj), da Federal Fluminense (UFF) e da Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Tiveram aulas teóricas e práticas de bioquímica, biotecnologia, microscopia, ecologia, genética, histologia vegetal e dissecção de vertebrados e invertebrados. Durante a programação da Oiab, os jovens participaram de duas provas teóricas e de uma prática, seguindo o modelo da olimpíada internacional. A próxima Oiab será realizada em 2015 em El Salvador. Para participar, o aluno deve antes competir na Olimpíada Brasileira de Biologia (OBB). Podem se inscrever jovens de no máximo 19 anos, que estejam cursando o ensino médio ou que já concluíram, mas ainda não se matricularam em uma instituição de ensino superior.

Deixe uma resposta